Tag Archives: Deadpool

Crítica: Deadpool (2016)

11 fev

 

deadpool_12

Recentemente apareceu a oportunidade de conferir o primeiro filme solo do personagem mais irreverente do Universo Marvel, o mercenário Deadpool.

Deadpool na verdade se mostrou pela primeira vez no ano de 1991 como sendo um vilão em “New Mutants”. Sua personalidade é totalmente diferente da de outros heróis como Capitão América, Thor ou qualquer um dos X-Men. Wade Wilson (Ryan Reynolds), seu nome real, é um perfeito anti-herói, que chegou a sofrer grandes traumas em sua vida como a morte prematura de sua mãe, o alcoolismo do pai, entre outras coisas que o ajudaram a entrar para o mundo do crime.

Além de tudo isso, Deadpool também se destaca por seu comportamento fora do normal, cheio de piadas prontas e quase nenhuma consciência moral. E há quem diga que ele corre pelo lado da pansexualidade, já tendo flertado inclusive com o Homem-Aranha.

O roteiro adaptado por Rhett Reese e Paul Wernick é bastante sucinto no quesito “trama central”. Os cineastas preferiram fazer um mix de coisas que já rolaram com Deadpool nos quadrinhos, a ter de narrar mais um “era uma vez” como geralmente acontece com os títulos da Marvel. Para falar a verdade, isso só torna as coisas mais interessantes para o espectador, pois o filme passa a ficar mais dinâmico, como assim foi.

Com uma narrativa atemporal, o longa acontece quando Wade já está familiarizado com o seu alter-ego em meio à uma missão pessoal. Durante todo o filme, passado e presente são intercalados de uma maneira bastante ligeira, mas ao mesmo tempo totalmente compreensível. A trama se volta para a vingança de Deadpool contra Ajax (T.J. Miller), que na história é quem o transforma no mutante imortal com a promessa de curá-lo de um câncer terminal. O tratamento dá certo, porém o deixa completamente desfigurado e isso o transtorna profundamente, já que o mesmo sente receio de ser rejeitado por sua namorada Vanessa (Morena Baccarin).

Para quem é fã dos quadrinhos e até aqueles que acompanham com certo afinco o Universo Marvel, a trama talvez desaponte um pouco, visto que muitas coisas são embaralhadas para que exista um certo encaixe dentro da 1 hora e 46 minutos que o filme possui. Para quem não sabe, a sinopse da película é baseada no capítulo chamado de “Arma X” nas HQs, um programa de desenvolvimento super-humano administrado pelos governos do Canadá e Estados Unidos, e que também teve como cobaia o mutante Wolverine. Todavia, a luta final contra Ajax, seu relacionamento com a Cega Al, assim como a aparição de Colossus e Negasonic, surgem e se relacionam como se tudo fosse de fato originário de um mesmo período, o que na verdade não é. Mas como a produção não foi feita apenas para os geeks, acho que o resultado final ficou interessante.

Ryan Reynolds depois de ter trocado a DC pela Marvel definitivamente, conseguiu se sair bem como o anti-herói incompreendido. Com seu lado sarcástico e ligeiramente cômico, seu Deadpool conquistou o público, visto que durante a exibição a plateia não parava de rir. Outro ponto alto da obra sem sombra de dúvidas foram as piadas repletas de referências da cultura pop. Uma delas inclusive teve relação com o seu trabalho em Lanterna Verde (2011), fazendo uma analogia com fracasso do filme de Martin Campbell. Devo admitir que algumas piadas não chegaram a funcionar para mim, mas penso que isso seja um tanto quanto subjetivo da minha parte, ou não?

Além do que já foi citado, o longa do herói apresenta algumas cenas de ação bem feitas e intercaladas com o bom humor da trama no estilo “Kick-Ass”. Outros atores como Morena Baccarin, T.J. Miller e Ed Skrein (Weasel) aparecem sem tanto destaque. Já a trilha sonora chega como algo incomum a filmes de ação, porém não para este em específico.

A conclusão a que se pode chegar é que Deadpool é um bom filme, sem sombra de dúvidas, bem superior a outros produzidos pela Marvel, mas não chega a ousar e tenta se adequar ao clichê mundo dos blockbusters. Acredito que o protagonista tem sim bastante potencial e carisma, porém tudo precisa ser levado a sério, principalmente o lado mentalmente instável que ele possui. No mais, a obra garante uma excelente diversão e acredito que vá conquistar o público.

Trailer:

*Crítica também publicada no site Blah Cultural

Anúncios

News: X-Mens e Quarteto Fantástico poderão lutar lado a lado, aponta site!

24 jun

x4441

Olá pessoal!

Ando meio sumido (eu sei!), mas é aquele negócio: faculdade Caverna do Dragão me consumindo cada vez mais. Como tem algum tempo que não posto uma news, venho agora soltar uma suposição (com fontes quentes) de algo que poderá sacudir o mundo dos super-heróis.

Depois da união dos heróis da Marvel na franquia de Os Vingadores, do duelo de titãs em Batman Vs Superman – A Origem da Justiça, eis que a Fox também pensa em unir grandes nomes de seu cast em um único filme.

As informações são do Latino Review, que de acordo com suas fontes, o estúdio americano pretende realizar um longa no qual os X-Mens e o Quarteto Fantástico lutarão lado a lado (amo!). A notícia ainda não foi oficialmente confirmada, mas acredito que isso seja bastante possível de acontecer.

O que sabemos até agora é que a Century Fox está com um calendário cheio de novidades para os próximos anos. Além de X-Men: Apocalypse (estreia – 26 de maio de 2016) e o reboot de Quarteto Fantástico cotado para estrear em 6 de agosto de 2015, a Fox conta com outros longas como Deadpool (estreia – 11 de fevereiro de 2016), Gambit (estreia – 6 de outubro de 2016), Wolverine 3 (estreia – 3 de março de 2017) e o segundo filme do Homem Tocha e companhia.

Torcendo para que aconteça! 😉

%d blogueiros gostam disto: