Tag Archives: Comédia romântica

Crítica: Beijei uma Garota (2015)

27 jul

Beijei uma Garota

Após estrear com louvor no Festival International du Film de l’Alpe d’Huez, na França, e de uma temporada de sucesso por lá, a comédia romântica Beijei Uma Garota (Toute première fois), chega ao Brasil no próximo dia 30 de julho.

A película estrelada pela sensação francesa do momento, o ator Pio Marmaï, aborda um tema bastante discutido nos últimos tempos aqui no Brasil, a homossexualidade. Entretanto, engana-se quem pensa que o longa é mais um daqueles filmes clichês construídos sobre um relacionamento entre dois homens ou duas mulheres. A obra dos diretores Maxime Govare e Noémie Saglio vai muito mais além, e consegue trazer uma outra discussão à tona: a bissexualidade, ou uma sexualidade livre.

Se no mundo de hoje falar sobre relações entre pessoas do mesmo sexo ainda parece difícil, imagina você construir uma narrativa sobre o tema, transcendendo o conceito pré-estabelecido que nós temos sobre a sexualidade humana. De fato, para muita gente romper barreiras como essa pode soar confuso demais. Todavia, a película francesa consegue fazer todo esse caminho de uma forma leve e bastante descontraída. Afinal, ninguém está livre de se apaixonar por quem quer que seja, não é verdade?

Toute première fois, título original, conta a história de Jérémie (Pio Marmaï), um empresário bem sucedido, que há mais de 10 anos possui uma relação estável com o cirurgião Antoine (Lannick Gautry). Tudo ia muito bem na vida de Jérémie, até que em um determinado dia ele simplesmente desperta nu em uma cama, ao lado de Adna (Adrianna Gradziel), uma belíssima loira sueca. A partir daí, ele precisa confrontar seus sentimentos e entender sua repentina atração por aquela mulher. Só que para isso, ele terá de driblar sua família, amigos e decidir o seu futuro com Antonie.

Esse estranho entrosamento que o personagem de Pio Marmaï sente em relação à loira misteriosa de sua vida, não é novidade no cinema. A verdade é que já vimos isso, só que no sentido inverso, em Beijando Jessica Stein (2001), onde a personagem de Jennifer Westfeldt, de repente, se vê totalmente envolvida com uma outra mulher. Não vamos negar que devido à sociedade machista em que estamos inseridos – e não pense que é só entre grupos heterossexuais-, falar sobre um tema desses abordando duas mulheres, é de fato muito mais tênue do que sendo apenas com homens. E a partir do momento em que escolhemos um lado, fica ainda mais difícil a travessia da ponte para um mundo novo, onde ninguém irá te entender e todos irão te julgar. Não é fácil algo assim, mas acredito que o trabalho de Govare e Saglio tenha sido de grande valia para essa percepção. Unindo o carisma do protagonista, juntamente com o humor de Charles (Franck Gastambide), o amigo garanhão de Jéréme, o engajado roteiro consegue aos poucos desencadear em nós, sentimentos e opiniões que poderíamos ter em relação à trama.

As piadas e algumas atitudes de Charles são nitidamente de cunho preconceituoso, mas são empregadas de uma maneira bem discreta para garantir o riso frouxo do público, já que elas são emitidas a partir de um personagem totalmente caricato. Outras situações clichês que normalmente acometem gays ou lésbicas na ficção, como ter de provar sua preferência por homens ou mulheres, estão presentes nesta película como de costume. Na trama, Jéréme é forçado a ir em um clube de stripper para saber se não está deixando de ser gay, ou se é algo passageiro. Quando na verdade ele apenas sente atração sexual por uma menina em específico. Afinal, o que deve ser isso? É um mistério do coração, é uma coisa que só o amor pode nos responder.

A química entre todos do elenco é excelente, principalmente entre Marmaï e Gastambide. Os dois belos atores estão em excelente forma dentro do filme. Os diálogos rápidos, que são de praxe em filmes franceses, funcionaram muito bem entre ambos. Gostei também da participação do ator Lannick Gautry como o adorável Antonie. Seu personagem não precisou se fazer de sofrido para que tivéssemos pena dele, tudo foi acontecendo tão naturalmente, que não demorou muito para que estivéssemos apegados ao mesmo.

Preciso muito falar sobre a excelente trilha sonora deste filme. O cuidado para que cada música combinasse com o momento extado da película foi lindo demais. A fotografia também é outra parte destacável desta obra, mixando as belas construções francesas, a natureza local e o charmoso inverno europeu, o longa conseguiu um resultado ainda mais charmoso e propício para uma comédia romântica.

Beijei Uma Garota é certamente uma obra que vale a pena ser vista. Se não for pela ousadia de inverter uma corriqueira situação hétero para um mundo homoafetivo, que seja por sua trilha, fotografia ou até por sua deliciosa comédia no bom e velho estilo francês de ser.

Trailer:

*Crítica também postada no site Blah Cultural

News: Gravações de Casamento Grego 2 chegam ao fim!

29 jun

casamento

E a espera está ficando cada vez menor!

Nia Vardalos fez recentemente um anúncio em sua rede social, nos informando do fim das gravações de Casamento Grego 2. Uau!!!

Ela escreveu: “Acabamos de finalizar #CasamentoGrego 2! Obrigada ao incrível elenco e equipe!”.

Em outra postagem, Vardalos publicou uma foto ao lado de seu par romântico na franquia, o ator John Corbett. A fotografia veio com a legenda: “Alguém está tentando ser batizado novamente no #MeuGrandeGordoCasamentoGrego2 ?”.

nia

Vale lembrar que quando o primeiro longa foi lançado, isso no final de 2002, ele fez um grande sucesso totalmente inesperado. Além de uma excelente bilheteria, a película chegou a ser indicada ao Oscar de roteiro original.

Casamento Grego 2 tem previsão de estreia para 25 de março de 2016.

Confira o trailer do primeiro filme:

Crítica: Two Night Stand (2014)

23 fev

393283.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Então, descobri recentemente que nós começamos a envelhecer a partir dos 27 anos, é verdade! Esse resultado me fez parar pra pensar sobre como tenho reagido com o passar dos anos em relação às minhas emoções. Ultimamente tenho notado que estou muito mais sensível a certos tipos de filmes, principalmente quando assisto algum de comédia romântica.

E é sobre isso que irei falar agora, mais precisamente de Two Night Stand, longa do ano passado que ainda não possui uma tradução para o nosso português. Eu estava passeando pelas madrugadas da vida quando decidi assistir algum filme e não sei o porquê esse me chamou a atenção. Talvez seja pela sinopse boba, ou os atores, mas o negócio é que me atiçou.

Two Night Stand é o primeiro filme do diretor Max Nichols, uma comédia romântica que conta a história de Megan (Analeigh Tipton), uma jovem que após romper seu relacionamento decide mudar de cidade e ir dividir um apartamento com seus melhores amigos para tentar esquecer seu ex. A vida de Megan não parece nada fácil, desempregada, sem dinheiro, ela então decide se inscrever em um site de relacionamentos para ver se sua vida sai um pouco do marasmo habitual. Logo no seu primeiro login ela conhece Alec (Milles Teller), um jovem novaiorquino com quem Megan decide ter sua primeira noite de sexo casual. Os dois dormem juntos, porém no dia seguinte, quando ela decide ir embora, uma tempestade de neve atinge a cidade fazendo com ambos tenham de conviver por muito mais tempo.

É uma história meio clichê, porém muito bem escrita e dirigida, além da química dos atores e o carisma de Milles Teller, que fizeram com que a película se tornasse muito mais gostosa de se ver. A grande sacada, pelo menos pra mim, foi aproximação que o roteiro de Mark Hammer proporcionou em relação à personagem de Analeigh Tipton. Uma moça jovem, apaixonada, com sonhos, expectativas, porém ao mesmo tempo frustrada, sem dinheiro e tentando a vida no mundo virtual. Saiu um pouco de tudo o que temos visto em filmes do gênero, onde a mocinha aparenta ter uma vida perfeita a não ser por seus desentendimentos amorosos.

Os diálogos, principalmente entre os personagens de Tipon e Teller são bem interessantes e ágeis. Outra coisa que funcionou bem foi o clima intimista da película que se passou quase que inteiramente dentro de um mesmo cenário, isso obviamente favoreceu o conteúdo da película.

Gostei bastante da parceria entre o protagonista e o diretor Max Nichols. Este último soube conduzir com maestria a evolução do personagem de Teller, que passou de odiado para um alguém totalmente fofo e querido. Como resultado, eu comecei a torcer com todas forças para que os pombinhos ficassem juntos no final.

Como vocês já leram, eu gostei bastante do filme. Não é nada inovador, mas como disse no início, devido à minha sensibilidade aflorada eu ando tendo um fraco para filmes desse tipo. Recomendadíssimo!

Trailer:

News: Confira o trailer da comédia romântica Aloha, com Bradley Cooper, Emma Stone e Rachel McAdams

12 fev

aloha-trailer-bradley-cooper-emma-stone

Tem um tempo que eu não falo de comédias românticas por aqui, né?

Então para quebrar esse gelo apresento a vocês o trailer de Aloha, filme que traz os adoráveis Bradley Cooper, Emma Stone e Rachel McAdams (amo!).

No novo longa do diretor Cameron Crowe (Quase Famosos), Cooper encarna o papel de um homem prestador de serviços para Exército dos Estados Unidos, que precisa provar para todos que consegui superar seu último fracasso profissional. Para isso, ele segue para Honolulu, no Havaí. O que ele não podia imaginar é que a tarefa mais difícil seria ter de escolher entre um amor do passado (McAdams) e uma jovem militar que acabara de conhecer e se apaixonar (Stone).

Aloha tem estreia marcada para 29 de maio nos Estados Unidos, mas ainda não possui previsão por aqui.

Trailer:

Crítica: O Enigma Chinês (2014)

3 jan

061565

Sabe, a cada dia fico ainda mais apaixonado pela simplicidade e magnitude do cinema francês. É um tipo de cinema leve, com nuances, cheios de histórias muito bem trabalhadas e normalmente com boas atuações. Pois bem, na noite de ontem resolvi assistir ao longa O Enigma Chinês. A escolha foi meio que aleatória, mas acertei em cheio (será um presságio para 2015?).

O Enigma Chinês é o terceiro capítulo da trilogia iniciada por Cédric Klapisch, que já havia produzido Albergue Espanhol (2002) e Bonecas Russas (2005). Este filme foi lançado na França em dezembro de 2013, porém só chegou no Brasil em junho do ano passado. O longa também traz de volta os atores Romain Duris, Audrey Tatou, Kelly Reilly e Cécile de France em seus respectivos personagens.

Vamos ao que interessa! O Enigma Chinês aborda a história de Xavier (Romain Duris), que aos seus 40 anos, agora como um escritor de fato, se encontra vivendo uma crise com sua companheira Wendy (Kelly Reilly). Ela depois de descobrir que seu “marido” aceitou ser o doador de esperma de sua amiga lésbica Isabelle (Cécile de France), resolve repensar a relação, até que conhece um outro homem de nacionalidade americana e resolve por fim se mudar com seus dois filhos para Nova York. Xavier por sua vez, para não ficar longe das crianças, decide também se mudar para a metrópole americana. O problema é que nada parecer ser tão simples quando sua vida está de cabeça para baixo. Ele então se hospeda na casa de Isabelle até acertar sua situação na nova cidade, o que parece ser uma tarefa nada fácil.

O mais legal desse filme é que ele apresenta uma sinopse aparentemente simples, porém com seu desenrolar cheio de surpresas interessantes. As situações da vida do personagem de Romain Duris vão ficando cada vez mais bizarras, o que garante uma identificação ainda maior junto ao grande público. O que parece ser uma comédia romântica nos moldes tradicionais, vai se aprofundando para um tipo de comédia dramática como só o cinema francês sabe fazer.

É  bastante empolgante a maneira como Klapisch conduz o roteiro nesta terceira parte. Casamentos arranjados, barrigas de aluguel, problemas de imigração completam este delicioso quebra-cabeças formado por personagens tão adoráveis. E o melhor é ver como o protagonista amadureceu agora com seus quarenta anos de idade, um pouco diferente do Xavier que conhecemos como ainda sendo um estudante de economia realizando um intercâmbio popular na cidade de Barcelona.

Ressalto também a excelente trilha sonora da película e a forma como o diretor abordou a multiculturalidade de Nova York, uma cidade que geralmente conhecemos por seu glamour e arranha-céus, agora vemos através dos olhos de alguém que precisa se acomodar em meio a tantos percalços da vida. Achei bem interessante a cena em que o personagem de Duris se encontra em pleno metrô lotado ao lado de pessoas de etnias completamente distintas. De certa forma isso também não deixa de ser o velho olhar francês sobre uma gigante americana. Mas que é interessante é.

No mais acredito que Cédric tenha conseguido encerrar com louvor sua trilogia. Isso me deu ainda mais  vontade de assistir ao segundo filme, pois até o momento só consegui ver o primeiro e este último. Está super recomendado.

Trailer:

News: O Casamento de Gorete, De Volta ao Jogo e Elsa & Fred são as grandes estreias para o fim de semana!

28 nov
o-casamento-de-gorete1

Rodrigo Sant’Anna no filme “O Casamento de Gorete”

 Esse post é pra você que já não aguenta mais ver todas as salas de cinema passando Jogos Vorazes (rsrsrs).

Para que você possa desfrutar muito bem do seu fim de semana, o Foca na Pipoca está de volta com dicas incríveis de filmes para você assistir.

Estreou ontem o longa de comédia brasileiro O Casamento de Gorete, que traz Rodrigo Sant’Anna no papel da protagonista Gorete, um garoto sonhador que é rejeitado pelo pai apenas por ser homossexual. O filme ainda traz a bela Letícia Spiller encarnando a vilã.

Para os que gostam mais de ação tem Keanu Reeves no eletrizante De Volta ao Jogo. E para dar aquela suavizada com uma comédia romântica saborosa temos o remake americano de Elsa & Fred, cujo original é uma produção da Argentina/Espanha que tem como pano de fundo o amor na terceira idade. É ótimo!

O Casamento de Gorete: “Um garoto é rejeitado pelo pai por ser homossexual, sendo obrigado a abandonar a família e deixar um colega por quem está apaixonado. Décadas mais tarde, ele assume a identidade da extrovertida Gorete (Rodrigo Sant’Anna), dona de um famoso programa de rádio na cidade de Pau Torto. Quando descobre que o pai está prestes a morrer, ela retorna à casa da família e descobre que, para receber a herança, é obrigada a se casar. Começa uma grande disputa para saber quem será o marido de Gorete”.

De Volta ao Jogo: “John Wick (Keanu Reeves) já foi um dos assassinos mais temidos da cidade de Nova York, trabalhando em parceria com a máfia russa. Um dia, ele decide se aposentar, e neste período tem que lidar com a triste morte de sua esposa. Vítima de uma doença grave, ela já previa a sua própria morte, e deu de presente ao marido um cachorro para cuidar em seu período de luto. No entanto, poucos dias após o funeral, o cachorro é morto por ladrões que roubam o seu carro. John Wick parte em busca de vingança contra estes homens que ele já conhecia muito bem, e que roubaram o último símbolo da mulher que ele amava”.

Elsa & Fred: “Elsa (Shirley MacLaine) é uma mulher de idade que vive sozinha. Um dia, ela comete uma barbeiragem ao sair com o carro e quebra os faróis do carro de Lydia (Marcia Gay Harden), a filha de seu novo vizinho, Fred (Christopher Plummer). Revoltada com o ocorrido, Lydia exige que Elsa pague o conserto. O filho de Elsa (Scott Bakula) aceita cobrir os danos mas, ao entregar o cheque a Fred, Elsa lhe conta uma história triste que acaba convencendo-o a recusar o valor. Com o tempo, Elsa e Fred se aproximam cada vez mais, apesar do temperamento bastante diferente. Enquanto ela é cheia de vida, ele é rabugento e mal quer sair de casa”.

Sinopses por AdoroCinema

News: Hugh Grant desiste de fazer O Bebê de Bridget Jones

13 out

628x471

Ih minha gente, parece que Hugh Grant pulou fora do elenco de O Bebê de Bridget Jones. Como lidar?

Recentemente o bonitão, que interpretou o sedutor Daniel Cleaver em O Diário de Bridget Jones (2001) e Bridget Jones: No Limite da Razão (2004) parece não ter ficado satisfeito com o andamento da produção do novo filme, que de fato parece conturbada.

Só para vocês terem uma ideia, O Bebê de Bridget Jones está autorizado desde 2011 pela autora da história original Helen Fielding. Todavia, constantemente ele vêm sofrendo adiamentos e tendo nomes alterados. Primeiramente quem estaria sendo cogitado para dirigi-lo seria Paul Feig, porém logo depois foi desmentido e agora Peter Cattaneo é quem está com o nome na berlinda.

Outro ponto que é importante tocar é que este terceiro longa está com o roteiro bem modificado, motivo principal que levou Grant a desistir do projeto: “Decidi não fazer. Mas acredito que seguirão em frente mesmo sem Daniel. O livro é excelente, mas o roteiro é completamente diferente – pelo menos o que li anos atrás”, disse o ator britânico.

Bom, até agora o roteiro da película acompanhará a luta de Bridget (Renée Zellweger) e Mark Darcy (Colin Firth) para terem um filho. Daí no meio da história, entre desentendimentos e afins, Jones iria se envolver novamente com Daniel Cleaver, personagem que seria de Grant.

Tá um samba do crioulo doido,mas vamos ir acompanhado essa novela.

News: O Doador de Memórias, Os Cavaleiros do Zodíaco e Rio, Eu Te Amo são as grandes estreias para o fim de semana

12 set

rioooooo

Aí minha gente, fim de semana chegando e temos ótimas opções de entretenimento nas salas de cinema de todo Brasil.

A começar por Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário, a série que embalou a minha infância está de volta e com um mega filme da temporada que mais gosto que é a da luta dos Cavaleiros de Bronze contra o Mestre do Santuário e os lendários Cavaleiros da Armadura de Ouro.

E para você que gosta de uma história um pouco mais elaborada, temos a estreia de O Doador de Memórias, que é baseado num clássico da literatura infanto-juvenil de mesmo nome, no qual o jovem (Brenton Thwaites) terá que desvendar os mistérios de sua sociedade “perfeita”. Esse tem Meryl Streep.

E por último, mas não menos importante, temos Rio, Eu Te Amo, que faz parte de uma sucessão de outros filmes de mesma pegada, só que agora exaltando a Cidade Maravilhosa. Para quem não sabe, ele é uma compilação de vários curtas como La Fortuna, de Paolo Sorrentino, Pas de Deux, de Carlos Saldanha, Inútil Paisagem, de José Padilha e A Musa, por Fernando Meirelles e Cesar Charlone. No elenco temos nomes como Rodrigo Santoro, Wagner Moura, Fernanda Montenegro, entre outros.

Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário: “Na luta para defender Atena e colocá-la em seu lugar de direito, os Cavaleiros de Bronze lutam para superar o Mestre do Santuário e os poderosos Cavaleiros de Ouro, guardiões das 12 casas. Inicialmente chamado de “Saint Seiya – Knights of the Zodiac”, o filme é uma adaptação para os cinemas da saga “Cavaleiros do Zodíaco”.

O Doador de Memórias: “Uma pequena comunidade vive em um mundo aparentemente ideal, sem doenças nem guerras, mas também sem sentimentos. Uma pessoa é encarregada a armazenar estas memórias, de forma a poupar os demais habitantes do sofrimento e também guiá-los com sua sabedoria. De tempos em tempos esta tarefa muda de mãos e agora cabe ao jovem Jonas (Brenton Thwaites), que precisa passar por um duro treinamento para provar que é digno da responsabilidade”.

Rio, Eu Te Amo: “Novo episódio da série de filmes Cidades do Amor, Rio, Eu Te Amo reúne dez curtas de dez diretores brasileiros e internacionais. Cada uma das histórias revela um bairro e uma característica marcante da cidade maravilhosa.

Dona Fulana, por Andrucha Waddington
Leandro acreditava que sua avó, que conheceu quando criança, estava morta, até encontrá-la um dia na rua. Dona Fulana mora na rua, e de lá não quer sair. Mesmo com os apelos do neto, ela se recusa a voltar para casa, e ainda o leva numa experiência inesquecível pelo Rio de Janeiro.

La Fortuna, por Paolo Sorrentino
Uma ex-modelo e seu marido vêm para o Rio de Janeiro passar férias em uma linda casa de praia. Mas ele esta cansado da atitude controladora da mulher, e decide por um fim nessa situação.

A Musa, por Fernando Meirelles e Cesar Charlone
O escultor Zé reproduz nas areias de Copacabana obras mundialmente conhecidas, até o dia em que vê passar uma linda jovem no calçadão. Sonhando com sua nova musa, ela o inspira a criar uma escultura original.

Acho que Estou Apaixonado, por Stephan Elliott
Jay esta no Brasil para divulgar seu novo filme no Festival do Rio. Após o evento, ele não vê a hora de voltar para o hotel e descansar, mas seu motorista não para de puxar conversa. Quando Jay se depara com o Pão de Açúcar, fica deslumbrado e é atraído até o ponto turístico.

Quando Não Há Mais Amor, por John Turturro
Um casal viaja até a ilha de Paquetá, mas percebe que, na verdade, seu casamento esta chegando ao fim. Então, eles aproveitam a ocasião para fazer uma bela despedida.

Texas, por Guillermo Arriaga
Após um acidente de carro, Texas, um ex-lutador de boxe, perde um braço e sua esposa não consegue mais andar. Movido pelo sentimento de culpa, ele esta disposto a fazer de tudo para arrecadar o dinheiro necessário para a cirurgia que pode curar sua mulher. Com isso, acaba se envolvendo em uma rede lutas clandestinas no Rio de Janeiro.

O Vampiro do Rio, por Im Sang Soo
Fernando é um garçom de meia-idade que trabalha num movimentado restaurante turístico. Ele mora no Vidigal, guarda um grande segredo e é apaixonado por Isabel, sua vizinha. Ela é uma mulher bonita e batalhadora, que trabalha como prostituta para sustentar a filha.

Pas de Deux, por Carlos Saldanha
Um casal de bailarinos esta ensaiando um novo espetáculo, quando ele recebe um convite para se apresentar no exterior. O jovem hesita em aceitar a proposta com medo de prejudicar seu relacionamento com a parceira. Faltando poucos minutos para entrar no palco, a discussão se agrava, mas o show tem que continuar.

O Milagre, por Nadine Labaki
Durante uma filmagem no Rio, um casal de atores famosos conhecem um menino que acredita receber telefonemas de Jesus. No início, eles o encaram com desconfiaça, mas depois percebem que o “Jesus” com quem ele fala não é quem o menino esta pensando.

Inútil Paisagem, por José Padilha
Um instrutor de asa-delta analisa sua relação com as pessoas e a cidade durante um voo na Pedra Bonita”.

Sinopses por AdoroCinema

News: O longa Casamento Grego terá uma continuação

28 maio

casamento-grego-continuaçao-922x620

Gente, quem não se lembra da família grega da desajeitada Toula Portokalos (Nia Verdalos) de Casamento Grego ? Pois é! O longa de 2002, uma das comédias românticas mais exitosas daquele ano, com mais de  370 milhões de dólares em bilheterias, terá um próximo filme.

A informação é do The Hollywood Reporter, que disse ainda que a própria Nia atuará como protagonista novamente da trama e também como produtora, assim como no original.

“Agora que já experimentei a maternidade, estou pronta para escrever o próximo capítulo da minha história familiar. Certamente, alguns chatos dirão que fiquei sem dinheiro ou que só quero beijar John Corbett de novo. Uma dessas três coisas é verdade”, disse Vardalos.

O projeto ainda não possui maiores informações, porém é motivo pra comemorar, pois aquele filme é realmente ótimo! 😉

News: Vem aí Se Eu Fosse Você 3 e Avassaladoras 2 em 2015!

30 abr

20671460

Mais duas produções nacionais são confirmadas para 2015. Desta vez estamos falando de Se Eu Fosse Você 3 e Avassaladoras 2, que foram confirmados pela produtora Walkiria Barbosa, da Total Films, nesta última segunda-feira (28).

Tony Ramos já havia dado a entender, em uma entrevista, que teríamos uma terceira parte da franquia de Se Eu Fosse Você, inclusive com o mesmo elenco. Já Avassaladoras 2 é uma surpresa, visto que o primeiro longa encabeçado por Giovanna AntonelliReynaldo Gianecchini, e lançado em 2002, não foi, digamos, um sucesso.

As películas terão suas filmagens iniciadas no ano que vem, ainda sem data de estreia.

%d blogueiros gostam disto: