Crítica: Homem Irracional (2015)

30 ago

home irra

Homem Irracional é a nova aposta do cineasta Woody Allen nos cinemas. O longa estrelado por Joaquin Phoenix e Emma Stone, é composto por alguns dos elementos já abordados pelo diretor em trabalhos anteriores, como o suspense comedido e a fragilidade humana.

A película aborda a história de Abe Lucas (Joaquin Phoenix), um aclamado professor de filosofia, que está em plena crise existencial. Quando Abe decide lecionar em uma faculdade da pequena cidade de Braylin, ele acaba conhecendo Jill (Emma Stone), uma jovem estudante, totalmente fascinada pelo seu trabalho e sua fama de escritor. Com o passar do tempo, e devido à insistência da moça, Abe acaba se tornando muito próximo de Jill, assim como da insinuante professora Rita (Parker Posey), que mesmo sendo casada, vive arrastando asas para o colega de trabalho. No entanto, a vida vazia do escritor só começa a ter sentido, após o mesmo ouvir acidentalmente uma conversa de uma mãe, desesperada pela ideia de perder a guarda de seu filho devido a uma influência desapropriada do juiz Spangler (Tom Kemp). É nesse momento que Abe decide armar um plano para assassinar a autoridade pública, com o propósito de livrar a mãe de uma grande decepção.

Irrational Man, título original, é de fato um conjunto de elementos já vistos em outros filmes de Allen. Assim como em Ponto Final – Match Point (2005), onde alguém é possuído pela ideia de se tornar um assassino em potencial, em Homem Irracional a coisa não é muito diferente, pois o protagonista claramente acaba sucumbindo ao desejo de se tornar um “benfeitor”, a partir de um ato totalmente inescrupuloso. O diretor brinca com essa transição entre a loucura e a sanidade humana, onde um homem aparentemente inofensivo, de repente, se mostra um serial-killer em potencial. É aquele velho ditado do ‘lobo em pele de cordeiro’. E também não podemos negar a inserção de um juízo de valor, pois Allen nos faz refletir sobre toda aquela situação ficcional ali apresentada. Afinal, seria um assassinato em causa de um bem maior? Os fins justificam os meios? É para refletir.

Outro tema presente nesta película é imprevisibilidade do amor, no que diz respeito a ideia de que você nunca sabe o que pode acontecer. Na trama, a relação de Abe e Jill começa tomando um rumo e no final a coisa termina de uma maneira totalmente diferente. É um pouco do que já vimos em Tudo Pode Dar Certo (2009), no que diz respeito ao rumo dos personagens principais, que começam de uma maneira e, de repente, já estão de outra. No entanto, em Homem Irracional tudo isso é construído a partir de uma narrativa muito bem elaborada, sendo privilegiada pelo suspense da trama.

A fotografia da obra é trabalhada a partir de ambientes mais claros, que possuem uma certa luminosidade, contrapondo toda aquela sensação obscura do personagem de Phoenix. Por falar nele, o ator está muito bem no papel, atribuindo a Abe, uma personalidade totalmente ambígua e curiosa, de uma maneira bastante sutil. Phoenix chegou ao ponto certo sem parecer caricato ou cansativo demais. Já Emma Stone, que já pode ser considerada a nova queridinha de Woody Allen, depois de Diane Keaton, Scarlett Johansson, Cate Blanchett e companhia, conseguiu estar bem no papel da mocinha inebriada, mas sem muito brilhantismo. Talvez ela ainda esteja se adequando ao mundo do cineasta, que depois de seu bom desempenho em Magia ao Luar (2014), seguiu fazendo alguns laboratórios para melhorar sua atuação.

Homem Irracional é um filme com todas as características de Woody Allen. Se você está procurando por boas atuações, uma história com um desenvolvimento interessante, ele é certamente uma excelente opção.

Trailer:

*Crítica também postada no site Blah Cultural

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: