Crítica: Magic Mike XXL (2015)

30 jul

magic-mike-xxl-jacobs

Um dos filmes mais esperados do ano chega finalmente aos cinemas. Estou falando de Magic Mike XXL, a continuação do popular longa-metragem protagonizado pelo astro Channing Tatum, no ano de 2012.

Com uma bilheteria em torno de US$ 167,2 milhões, o primeiro filme arrancou os suspiros de muitas mulheres ao redor do mundo e elevou Tatum a um status de “objeto sexual”. A partir daí, os strippers mais cobiçados do cinema criaram uma enorme expectativa em relação ao segundo longa. É claro, principalmente entre elas.

A verdade é que muitas mulheres ansiavam por esta estreia. Digo isso com propriedade, devido ao número de espectadores do público feminino nos Estados Unidos. De acordo com o site The Hollywood Reporter, nos primeiros dias após a estreia oficial, constatou-se que 96% do público era composto por mulheres. E também pude atestar isso na própria apresentação do longa para a imprensa aqui no Rio de Janeiro, onde consigo afirmar que a porcentagem de espectadoras era praticamente o mesmo.

Depois de um tempo afastado dos palcos e voltando seus esforços para seu próprio negócio, Mike (Channing Tatum), recebe uma ligação de Tarzan (Kevin Nash), seu velho amigo de Tampa, convocando-o para uma reunião com seus antigos companheiros, devido a um motivo especial. Mike atende o pedido e viaja até o encontro de todos. O que ele não sabia é que tudo aquilo serviria como pretexto para que o grupo de amigos voltasse a cobiçar um novo show, só que agora de despedida, na cidade de Myrtle Beach.

Com um roteiro preguiçoso e muito homem sem camisa, Magic Mike XXL parece ter sido feito com a única intenção de causar furor entre o público feminino. Na verdade, não posso negar que de fato essa era uma das propostas do longa desde o início, mas não poderia imaginar que se resumiria a apenas isso. Algumas cenas eram tão vazias, que mesmo com toda aquela apelação, eu quase caí no sono algumas vezes. Os diálogos eram pobres demais, se resumiam a flertes mal feitos e discussões evasivas. A impressão que dava era que o roteirista Reid Carolin não estava com muita inspiração e decidiu criar quase que uma cópia de “American Pie” (1999), no pior dos sentidos.

Tudo estava tão sem rumo, que até o casal Channing Tatum e Amber Heard Depp pareciam mais gelados que o iceberg do filme “Titanic” (1997). A química entre eles definitivamente não rolou e sequer tivemos uma chance de torcer pelos pombinhos. A verdade é que Tatum ficou totalmente apagado na trama, sendo engolido pela presença de Joe Manganiello durante toda película. Richie (Joe Manganiello) roubou a cena como galã, mesmo tendo servido como “step” devido a não presença de Matthew McConaughey na continuação. Para mim, essa segunda parte deveria se chamar “Magic Richie”, sem sombra de dúvidas.

A participação de veteranas como Andie MacDowell e Jada Pinkett Smith serviu apenas para preencher lacunas deixadas por um roteiro pouco criativo e algumas atuações bem isossas. Já o vencedor do Globo de Ouro, o ator Matt Bommer, mesmo tendo um destaque maior neste filme, não conseguiu se sobressair.

A trilha sonora da película não se destacou, mas serviu como estratégia para que a plateia não caísse no sono durante a exibição do filme. Repleto de músicas dançantes, Magic Mike XXL acabou se tornando repetitivo demais. Já a fotografia também não chegou a ser um ponto forte da obra, que optou por cenas mais escuras e muita luz de palco.

O fato é que o novo filme do diretor Gregory Jacobs (Estrada Maldita) não passou de uma distração para mulheres sedentas por corpos malhados e definidos. Visualmente, o filme cumpre o seu papel, mas não se engane achando que terá algo mais profundo, pois Magic Mike XXL será só mais uma distração um pouco apimentada.

Trailer:

*Crítica também postada no site Blah Cultural

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: